Quando os teus braços estão à minha volta

De vez em quando, elas aparecem. Por vezes até quando menos esperamos. Pessoas magníficas. De vez em quando, vemos a nossa vida a ser invadida por uma dessas pessoas. Elas entram na nossa vida por acaso, mas permanecem por alguma razão. Tu és uma dessas pessoas. E, hoje, escrevo para ti. Quero que saibas que entraste na minha vida numa altura em que eu sabia que precisava de ti, mesmo sem realmente saber. Quero que saibas que me deito todas as noites tranquila por saber que tenho alguém fantástico a olhar por mim. Quero que saibas que o teu sorriso me faz sorrir, porque o estares feliz me faz feliz também. Quero que saibas que me é difícil confiar em alguém, que demora muito tempo, e eu confio em ti. Quero que saibas que poucos sabem o melhor de mim, e tu, aos poucos, vais sabendo. Quero que saibas que poucos me compreendem como tu me compreendes. Quero que saibas que dou muito valor à amizade e tu és dos amigos que mais valorizo. Quero que saibas que são poucas as pessoas que me lêem só pelos olhos e tu lês. Quero que saibas que não tenho medo de ser eu, de dizer disparates ou de fazer palermices quando estou contigo. Quero que saibas que vou sentir saudades tuas todos os dias, nos próximos meses. Quero que saibas que, quando os teus braços estão à minha volta, eu estou em casa.