Chorar não resolve, mas alivia

Às vezes é preciso chorar. Limpar as mágoas, lavar as memórias. Limpar a alma. Esquecer por momentos aquilo que nos deixa tristes. Deixar escorrer pela cara tudo o que nos magoa. Às vezes é preciso tirarmos algum tempo para pensar em nós. Um momento a um. Porque em primeiro lugar devemos estar sempre nós, os nossos desejos e as nossas necessidades, nunca os outros. E, por vezes, com a correria do dia-a-dia, deixamo-nos levar com as preocupações e os problemas dos outros, quando os nossos vão ficando para trás. Cinco minutos, quarenta e cinco ou duas horas... Tão pouco que faz tanto... Não são só os fracos que choram, muito pelo contrário. Só os fortes têm coragem para enfrentar o medo de vacilar, o medo de ser sensível. Chorar faz bem. Respirar fundo e olhar para cima faz bem. Só no fim de aceitarmos o que realmente se passa é que vamos ter toda a força que tanto procurámos para enfrentar tudo e todos os que nos preocupam. Chorar não resolve, mas alivia.